quinta-feira, 9 de julho de 2009

New job

No penúltimo post, remeti as explicações do meu novo trabalho para quando tivesse mais tempo. Na verdade, neste momento "não estou com mais tempo" pois já devia estar a pensar em ir para o vale dos lençóis e só sair de lá por volta das 7h30m, altura em que tiver de me levantar para o meu último dia de colónia no ATL da A-da-Beja.
Sem mais demoras, é aqui que estou a trabalhar até ao final das minhas férias:

Trabalho na Kidzania, um parque de diversões único em Portugal, em que as crianças são os adultos. Este parque encontra-se no novo Dolce Vita Tejo, bem perto de minha casa, por sinal. Eu que prometi a mim mesmo não ir muito a esse centro comercial, e agora obrigatoriamente tenho de lá ir de 4ª a domingo, com folgas fixas à 2ª e 3ª feiras.
A Kidzania apresenta um conceito inovador no qual as crianças fazem uma viagem para um mundo novo, o mundo das crianças, ou seja, a Kidzania. À entrada do parque está um avião que simula isso mesmo. Ao "chegarem" à Kidzania, as crianças recebem 50 kidzos (moeda local) que podem depositar desde logo no banco. A partir daí, podem gastar o seu dinheiro da forma que bem entenderem, desde que, tal como acontece com os adultos... tenham dinheiro para o fazer! Quando não têm dinheiro, podem trabalhar em diversas áreas: no Continente, na fábrica de sumos da Compal, nos CTT, nos bombeiros, na polícia, como cabeleireiros, entre outros. Podem gastar o dinheiro que vão ganhando em diversões, como é o caso do salão de jogos com snooker, matraquilhos; no estádio onde podem jogar futebol ou basquetebol; idas ao cabeleireiro; condução no circuito da Galp e de Fórmula 1 - sendo indispensável para as crianças tirar primeiro a carta de condução -, entre muitas outras actividades.
Tenho o papel de animador de área, responsável por orientar as dinâmicas que são feita. Todas as crianças que chegam à Kidzania passam a ser chamadas de "senhores" por todos, o que lhes confere um tratamento especial. Uma pulseira electrónica diz aos pais em segundos, aonde os filhos estão e o que estão a fazer.
Com a colónia a terminar por volta das 13h30m, os últimos dias têm sido marcados por verdadeiras pit stops em casa. Meia hora para vir da A-da-Beja, tomar um banho rápido, comer ainda mais rápido e procurar estar no Dolce Vita por volta das 14h. Mas sabe bem ocupar as férias com algo rentável e ainda ter dois dias para descansar.