quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Passagem de ano

Uma-outra-visao não era uma-outra-visão se não falasse da passagem de ano que mandou para trás das costas 2009 e abriu os braços a 2010, nunca sem esquecer o que o ano velho trouxe de bom e também de menos bom.
A nível pessoal, 2009 trouxe-me algumas experiências interessantes, entre elas, o meu primeiro estágio escolar ou o trabalho na Kidzania. Neste mesmo ano vivi metade de dois anos da faculdade - 2º semestre do 2º ano e 1º semestre do 3º ano - e aquilo que tenho a dizer acerca disso é que graças a Deus o tempo tem passado moderadamente a correr. Dizem que os melhores anos de uma pessoa, são aqueles em que é estudante. Subscrevo, mas já caminho para os meus 23 anos e a vontade de entrar no mercado de trabalho, se é que ele ainda vai existir quando acabar o curso, é mais que muita. Trabalhar, partir para outros objectivos de vida que não sejam "só" terminar um curso.

A passagem de ano aconteceu pela primeira vez desde que nos juntamos entre amigos para a comemorar, o que já vai para uns 6 anos, no Algarve, mais precisamente em Lagoa. A alegria do costume que nos marca, o convívio na família que somos, faz desta a melhor festa do ano para mim.
Uma organização muito boa mais uma vez, com as divisões das coisas a levar, de quem voltava mais cedo, de quem ia mais tarde, como ir, etc. Algo que parece fácil, mas não é, quando a popoulação na casa chegou aos 27/28 pessoas! Esta foi a passagem de ano do lazer: acordar-comer-lavar-jogar-ir ao café-jogar-jantar-dançar...bis, bis bis! A garagem tinha snooker e ténis de mesa, o re´s-do-chão tinha televisão com a nossa PS2 e Singstar e Buzz, no primeiro andar a PS3 dos "homens" que o Bruno levou para fazer um "relatório" da faculdade.
Esta foi também a passagem de ano do anúncio de mais um casamento que está para vir. Paulo e Catarina anunciaram matrimónio para breve, pelo que se juntaram aos infelizmente ausentes noivos Sónia e David.
Dito isto, ficou só a faltar o banho de piscina. Se foi a melhor passagem de ano de sempre, não sei. Se eu podia ter amigos diferentes? Podia, mas não era a mesma coisa.

1 comentário:

flautinha disse...

que bom pela Cuca e Paulo! Parabéns aos dois!